quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Os Minas & Armadilhas na António Arroio

A seguir ao Peter Machado (de saudosa memória), o André Punkzine é, sem dúvida, o maior estudioso do Punk português e lá foi ele encontrar mais uma preciosidade perdida no fundo do baú




domingo, 9 de julho de 2017

Paul Collins

Depois de em Maio ter trazido a Lisboa
o fabuloso JonZip,
em Junho o André levou
à Popular de Alvalade
o Paul Collins.



JonZip

Um EXCELENTE concerto de JonZip
na Popular de Alvalade




Uma magnífica oferta de um grande senhor do Punk

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Eu tenho dois blogs

Há muitos, muitos anos, cantava um gajo da margem Sul que tinha dois amores. Cool for the man, however eu nem quero saber de que amores se tratavam...
A verdade é que eu tenho dois blogs, este e outro de culinária, e não sei de qual eu gosto mais.
Por preguiça, falta de tempo ou sobrecarga de trabalho, não tenho cuidado convenientemente de ambos.
Ora, a verdade é que fico sempre surpreendido cada vez que visito este blog e vejo que há quem venha visitá-lo e até deixa uns comentários. Por isto, vou tentar cuidar mais atentamente deste blog.
Fiquem bem e mantenham as orelhinhas sempre abertas a bons sons como estes:
https://www.youtube.com/watch?v=mhPOZXLmTKA

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Dia histórico

Hoje, passados 34 anos (ao que eu sei, os Minas & Armadilhas acabaram a primeira temporada em 1980) a música Minas & Armadilhas voltou a ser tocada ali para os lados da Bobadela.
Graças ao André Alfinete e, muito especialmente, ao Luís Rattus e também ao Brutus, tive oportunidade de ligar a minha ESP/LTD a uma cabeça Orange de 100 Watts e esgalhar aquelas malhas que há muito não eram ouvidas, acompanhado por um baixista e um baterista que tiveram uma paciência e um profissionalismo indiscritíveis para este punk há muito arrumado na prateleira.
Depois da terceira ou quarta tentativa e anuladas as «pontes», a música ficou pronta a receber VOZ.
Cá em casa, ligada a uma coluna Epiphone de 19 Watts, as cordas mais finas da LTD «gritam» com uma garganta muito especial, mais estridente. Ali saíram mais limpas, menos agressivas mas, mesmo assim, deu para esgalhar e afinar ideias.
Para o Rattus e o Brutus pode ter sido uma g'anda seca, mas para mim foi um gozo do caraças. 

Punks never die, they only get older.
Como se não bastasse, o Rattus ofereceu-me dois CD, um deles bastante bom, o outro com duas músicas muito boas, de um dos grupos que integra, os Albert Fish.



Vamos ao cinema

Punk's Not Dead.
Um documentário obrigatório de Susan Dynner.

Vejam aqui: https://www.youtube.com/watch?v=H-NA085L1do
Divirtam-se

Mais do fundo do baú

Graças ao André Alfinete, aqui fica mais um documento que prova que os Minas & Armadilhas SARL existiram mesmo, apesar de ignorados pela imprensa especializada. 
Neste recorte vê-se como o Paulo «Nunca Mais» Borges se queixava ao Musicalíssimo da ignorância a que era votados os Minas & Armadilhas e a desculpa esfarrapada da redacção do jornal.

sábado, 17 de maio de 2014

Lotação esgotada

Ainda não foram postos à venda
e já 'xtão 'xgotados.
Os fans não desarmam e forçam a entrada!

 
Em breve mais novidades dos Minas & Armadilhas em 2.ª edição revista e melhorada.............
Enquanto aguardam, oiçamos os sons da Crise